COVID-19 - Medidas adoptadas pela Justiça
Reabertura das conservatórias de Registos
Quem somos

Equipamentos de Segurança

À Divisão de Equipamentos de Segurança (DES) compete:

a) Propor os tipos e modelos de material de defesa, segurança e vigilância a utilizar nos serviços;

b) Propor a aquisição de viaturas especiais de segurança prisional, definindo as especificações técnicas e os requisitos das transformações a efetuar;

c) Propor a afetação e a reafetação de viaturas especiais de segurança prisional entre estabelecimentos prisionais;

d) Distribuir pelos estabelecimentos prisionais o material e equipamento de defesa e segurança entendidos como necessários, garantir a sua manutenção e organizar e manter o respetivo inventário;

e) Propor a contratação de sistemas, equipamentos e tecnologias de segurança e telecomunicações, realizando os necessários estudos técnicos e financeiros em articulação com a Direção de Serviços de Contratação e Gestão Patrimonial;

f) Garantir a supervisão e manutenção dos sistemas e dispositivos tecnológicos de telecomunicações e de segurança e efetuar a gestão da rede SIRESP do sistema prisional;

g) Definir as regras a que devem obedecer as configurações dos equipamentos tecnológicos de telecomunicações e de segurança, e o respetivo uso;

h) Assegurar a preparação de conteúdos programáticos de ações de formação internas nas áreas de competência da direção de serviços e os respetivos manuais, quando se justificar;

i) Elaborar informações, relatórios e indicadores de gestão no âmbito das respetivas áreas de intervenção.

  • A Divisão de Equipamentos de Segurança integra o Centro Coordenador de Comunicações Nacional, responsável pela definição e aplicação dos procedimentos de coordenação, fiscalização e controlo da rede nacional de telecomunicações operacionais dos serviços centrais e dos estabelecimentos prisionais, e o Setor de Manutenção, responsável pela gestão e manutenção dos sistemas e dos equipamentos complementares de segurança, bem como dos equipamentos de telecomunicações operacionais dos serviços centrais e dos estabelecimentos prisionais.